quarta-feira, 11 de julho de 2012

Não parava de chover ...

.
Hoje eu acordei gostando mais de mim
Vou cair fora numa boa
Então fica assim
A gente se encontra outra ocasião.
 ( Jorge e Mateus )



Assim estava a quarta-feira em que me despedi de você .. Malas prontas, passagens na mesa , taxi esperando na entrada do prédio. Lágrimas incontidas desciam pelo meu rosto como cascatas. Tentamos, nos esforçamos, mas não deu. Talvez nós vivemos tudo rápido demais. Ou quem sabe não o suficiente pra entender as diferenças. As fotos na estante, mostrando sorrisos e momentos de amor estavam agora embaladas numa caixa qualquer. No quarto, o lado esquerdo do roupeiro encontrava-se com apenas alguns cabides vazios. Só o amor que ficou. Esse continuava no meu coração.

[...]

Passos na escada, a chave girando a fechadura. Me virei e encontrei você completamente ensopado, parado alguns passos após a porta.

- Eu pensei que você não fosse mais estar aqui. – Disse.

- Eu decidi esperar você, pra me despedir do jeito adequado. Dizer algumas coisas que talvez eu devesse ter falado há muito tempo. Olha, eu sei que as coisas foram difíceis. Nós éramos muito jovens. Fizemos um mundo de sonhos e nossa relação infelizmente não se encaixou bem nesses planos. Eu imaginava que nossos projetos envolviam uma vida partilhada por dois, assim como nossos problemas poderiam ser resolvidos. Mas não foram. Seu individualismo e minhas cobranças nos sufocaram. Talvez isso que esteja acontecendo seja uma chance pra mostrar que no futuro nós possamos nos acertar. Mas hoje, eu não nego que sua ausência vai me tranquilizar. Eu vou conseguir encontrar meu eixo de novo. E espero que assim como eu você também possa mudar e perceber aquilo que deixamos perder.

As palavras saíram como uma enxurrada levando tudo que estava guardado comigo. Ao olhar pra você, me surpreendi. Seus olhos estavam marejados. A máscara que você criou finalmente se desfez e eu pude perceber no seu semblante que você também estava sofrendo com isso. Um pouco tarde, mas ainda assim me impressionou. As palavras a seguir me mudaram também:

- Eu sei o quanto você esperou. Mas infelizmente eu não correspondi as expectativas. Sempre prezei meu espaço. Só não percebi que com você eu criei um abismo que nos prejudicou. Mas eu também esperei de você. Esperei que você entendesse que eu não sou como outros caras que você era acostumada. Eu até tentei... Mas não dava. E minha decisão de ir, foi pra salvar a gente um dia. Um outro momento, a cabeça mais fria. E não está sendo fácil. Desde que decidi ir pra Inglaterra, acreditei que essa era uma forma de ficar afastado e melhorar as coisas. Mas a idéia de ir .. e deixar você .. Ainda me parece errado. No entanto é o que eu escolhi e como você mesma disse, eu também quero encontrar meu eixo de novo.

Chegou mais perto, me abraçou e disse adeus. As lágrimas continuavam a descer pelo meu rosto. Afundei minha cabeça em seu peito e inalei uma última vez seu perfume. Quando nos separamos, você pegou as malas, guardou as passagens e se foi.
A chuva lá fora estava mais forte. Dei umas voltas pelo apartamento, fechei as janelas, apaguei as luzes e fui embora. Me sentia mais leve. O coração mais brando. Não importa o quanto dói lembrar do que aconteceu. Assim é a vida. Vida que segue.

Ps: Esse capítulo acabou. Mas as surpresas, quem sabe, ainda estão por vir . 

Um comentário:

Joseane Rosa disse...

Isso me lembrar a história de uma pessoa!! rsrs


Lindíssimo! Vontade de conhecer o final da história!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...